Review de STAR TREK: DISCOVERY - "ESCOLHA A SUA DOR" - leva a série a um caminho mais sombrio
Escrito por Cesar Augusto   
Seg, 16 de Outubro de 2017 12:29

ATENÇÃO PARA SPOILLERS A SEGUIR!!!!

STD choose-your-pain4

O capitão Lorca de Jason Isaacs ocupa o centro das atenções em um episódio de duas partes.

Levaram um tempo para construir o mundo de Star Trek: Discovery até o momento, mas agora as apresentações estão claramente terminadas. Não é mais uma série lentamente estabelecendo maneirismos de caráter e provocando as apostas no episódio à medida que ele se desenvolve. Em vez disso, está lançando diretamente em linhas de trama multifacetadas e interações de caracteres complexas, e aprofundando a decisão de tomada de decisão moralmente cinzenta de um comando sob pressão.

Um grande homem disse uma vez: "Eu não quero tirar minha dor. Eu preciso da minha dor!" E, de fato, este quinto episódio de Discovery nos mostra que às vezes a dor é a única coisa que temos: a dor de Burnham não apenas sobre a situação geral de sua vida, mas também sabendo que o tardigrado está sofrendo por causa de suas ações; A dor física de Lorca sobre seus olhos feridos, mas também, certamente, o conhecimento do que aconteceu com sua última tripulação; A disposição de Stamets de suportar grandes sofrimentos para avançar sua ciência e salvar o Estripador; e até mesmo a dor e a angústia, sem dúvida, experimentadas pelo recém-chegado Ten. Ash Tyler (Shazad Latif), que finalmente se juntou ao elenco depois de passar seis meses como prisioneiro de guerra dos Klingons.

STD choose-your-pain1E, graças à introdução da versão Discovery de Harcourt Fenton Mudd ("Harry para abreviar"), também aprendemos que é um instinto que Lorca sempre teve. A provocação de Harry leva Lorca a explicar o que aconteceu durante seu último comando: ele tomou a decisão de explodir sua nave e sua tripulação depois de uma emboscada Klingon para poupar-lhes a morte lenta, humilhante e pública que ele achou que ocorreria no mundo natal Klingon, Qo'noS.

STD choose-your-pain7Então, o título do episódio "Choose Your Pain" faz algum sentido. Todo mundo está escolhendo algum nível de sofrimento aqui, mesmo Saru, que - depois de passar por uma experiência muito Star Trek esta semana envolvendo dar uma volta na cadeira do capitão - acaba dando a Burnham a chance para libertar o Estripador. Certamente, essa não era a saída mais fácil para ele, considerando o que Lorca e o Comando da Frota Estelar parecem pensar sobre a importância da criatura.

Sobre Lorca: Eu realmente começo a gostar do cara por algum motivo. Talvez em parte pelo carisma de Jason Isaacs, mas também o personagem começa a demonstrar porque de seu lado sombrio. Neste episódio ele é de alguma forma interceptado pelos klingons e feito prisioneiro. Como exatamente um recurso tão importante da Frota da Estelar acabou nas mãos do inimigo com tanta facilidade? É..., o melhor é não discorrer muito sobre isso. Este é o tipo de escorregão que está se tornando algo comum em Discovery.

STD choose-your-pain5Mas, como resultado dessa escorregada, Lorca conhece Tyler - que parece correr na mesma velocidade para o capitão quase que imediatamente deixando-me com suspeitas subre suas intenções -, mas também Harry Mudd de Rainn Wilson. Eu não achei de grande valia trazer esse personagem, que apareceu na série original duas vezes. Eu simplesmente não vejo o ponto, pois poderia ser tão facilmente um novo personagem. No entanto, o Mudd de Wilson é bastante interessante, uma versão mais sombria que pode ser logicamente rastreada em sua primeira aparição em "Mudd's Women" da TOS. Ele também nos oferece um ponto de vista da perspectiva do homem comum, o que é bom. Bem, pelo menos a perspectiva da parte criminosa dos cidadãos da federação.

Veremos aonde as coisas vão com ele daqui para frente, mas Lorca não se encanta com seu tipo com prazer, e ele simplesmente deixa-o na nave Klingon. Isso é meio louco, quando você pensa sobre isso, mas, novamente, Lorca pode ser louco. A revelação de que ele assassinou toda a equipe de seu comando anterior para salvá-los da prisão de Klingon é bastante selvagem. Mas também levanta a pergunta - por que ele também não foi morto? É o tipo de momento que essa série nos mostra semanalmente, e geralmente funciona. Mas acho que os escritores precisam ter cuidado para não fazer a série só sobre tais momentos.

STD choose-your-pain2"Escolha a sua dor", felizmente, não faz isso. Fico feliz que tenhamos visto Stamets desenvolvendo um pouco mais seu personagem. Era bastante improvável quando o conhecemos pela primeira vez, mas aqui o vemos assumindo o máximo risco de melhorar a ciência e, presumivelmente, porque é o que é certo a fazer. Nós também demos uma olhada na sua vida privada, sobre o muito discutido relacionamento do mesmo sexo com o Dr. Hugh Culber de Wilson Cruz. A dinâmica entre os dois é suave e não puxa a série para questionar o tipo de relacionamento que ambos têm, aparentemente já por algum tempo.

Quanto a Burnham, ela fez o certo para o Estripador, é claro. Isso parece ser a conclusão de um mini-arco de três partes dentro do arco maior na temporada. Cada vez que Burnham faz algo de bom, ela se arrepende um pouco não apenas para mostrar ter um grande potencial, mas também talvez para que revisse sua ação quando pensou que derrubar seu capitão era uma boa idéia.

Perguntas e notas do Q Continuum:

Você pegou todos os capitães mais condecorados? Robert April (Primeiro Capitão da USS Enterprise), Jonathan Archer, Matthew Decker (The Doomsday Machine), Christopher Pike (Predecessor da Kirk na Enterprise) e ... bem, a Capitã Georgiou. Pare, Eu não gosto disso. É o tipo de coisa que parece que o time da Discovery faz para ser moderno e legal ou algo assim, mas a serie não precisa disso. É juvenil, não adulto.

Cruz como Dr. Culber trabalha bem, mas o Chefe Médico em exercício não deveria ser o responsável pela situação do estripador?

Os movimentos idiossincráticos da mão e do dedo de Doug Jones, enquanto ele está tentando fazer malabarismos com os vários aspectos do comando aqui, são ótimos.

Ei, o que é com essa imagem espelhada da Stamets ...?! O salto criou um estágio alternativo?

"Stella" era o nome da esposa irritante de Harry Mudd no episódio TOS "I, Mudd". Mesmo grandes amores acabaram por desaparecer, hein?

STD choose-your-pain3Este foi um episódio onde a qualidade de Saru no comando também, com ele eventualmente admitindo a Burnham que estava bravo com ela "por causa de quanto você roubou de mim". Ele queria ser o primeiro oficial de Georgiou, mas Burnham nunca se tornou capitão de sua própria nave. Burnham assegurou-lhe que Georgiou ficaria orgulhosa dele, e lhe deu o telescópio que Georgiou deixou na semana passada.

O veredicto

"Escolha a sua dor" pode não ter sido tão liso quanto os episódios anteriores, saltando entre duas histórias distintas e configurações sem vínculos reais entre eles, mas provou-se ter à seu dispor personagens fortes e sua pequena porção do estilo Black Mirror com o reflexo assustador de Stamets.

Discovery é um Star Trek mais sombrio do que já vimos antes, e a série não mostra sinais de reiniciar isso em breve. Talvez não tenhamos uma equipe que trabalhe tão bem em conjunto, como na Enterprise da Serie Original, mas temos uma série imprevisível que continua a surpreender semana após semana

A história do tardigrado aparentemente chegou à sua conclusão, em outro episódio emocionante que provavelmente se move muito rápido às vezes para o seu próprio bem. Mas esses personagens e esse elenco evoluíram também rapidamente e esse novo Star Trek ainda está impressionando.

Facebook dos StarTrekkers Brasil e para entrar em nosso grupo oficial no whatsapp, mande email para   Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. , com seu nome completo e idade.